PANAMÁ: A ARTE DE MOLA

Espalhados por um território que vai das ilhas de San Blas, no Panamá, ao istmo de Darien, na Colômbia, o grupo étnico indígena Kuna tem uma habilidade artesanal única – a mola – agora exibida nos maiores museus do mundo por sua beleza e artesanato. As “penas de pássaro” ou mola no Dulegaya

Language, é um mosaico de panos coloridos e ornamentais costurados, inspirados em pinturas corporais originalmente usadas apenas por mulheres. A chegada dos espanhóis e do vestuário mudou a sua tradição, e as pinturas corporais então efémeras, tornaram-se criações têxteis físicas.

Na sociedade Kuna, as mulheres são as guardiãs das tradições, e as únicas que podem costurar e usar as blusas e túnicas em mola. Os padrões representam plantas e animais míticos ou as atividades diárias da tribo. Tejiolos (tecelões mola) podem passar até seis meses em uma peça, o que mostra o valor dessas obras de arte.

Partilhar esta entrada

Optimized by Optimole