O importante é resistir, reorganizar e pensar no pós-crise.

Presente em 11 países da América Latina, a Quimbaya Latin America enfrenta a crise ligada à epidemia de coronavírus. Após os repatriamentos, as equipas da DMC gerem os adiamentos e cancelamentos, negociando, quando necessário, caso a caso, com os parceiros.

O importante é resistir, reorganizar e pensar no pós-crise.

Presente em 11 países da América Latina, a Quimbaya Latin America enfrenta a crise ligada à epidemia de coronavírus. Após os repatriamentos, as equipas da DMC gerem os adiamentos e cancelamentos, negociando, quando necessário, caso a caso, com os parceiros.

Entrevista com Claudia Terrade, CEO da Quimbaya Latin America

Presente em 11 países da América Latina, a Quimbaya Latin America enfrenta a crise ligada à epidemia de coronavírus. Após os repatriamentos, as equipas da DMC gerem os adiamentos e cancelamentos, negociando, quando necessário, caso a caso, com os parceiros. Para Claudia Terrade, CEO, o importante é resistir, reorganizar-se e pensar no pós-crise.

Optimized by Optimole